expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Translate

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Jenipapo-de-cavalo

Jenipapo-de-cavalo

Nome científico: Tocoyena formosa.

Sinônimos: Jenipapo-bravo.


    Foto: Maria do Carmo Silva


Ocorrência: Brasil, nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.

Habitat: Cerrados e campos abertos.

Características: É uma arvoreta de até 2 metros de altura, pouco esgalhada, tronco e galhos tortos, folhas grandes, até 25 centímetros, inteiras, opostas cruzadas, peninervadas, ovais, verde-brilhantes. Flores branco-amareladas. Frutos arredondados, com cerca de 6 centímetros de diâmetro.

Tipo de solo: Gosta de solos ácidos a semi-ácidos, bem drenados.



    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Multiplicação: Se dá por sementes. Essas tem pouca durabilidade de germinação. O ideal é usá-la ainda fresca, retirada do fruto maduro.

Utilidade: Muito útil na natureza devido a que seu fruto é consumido por alguns animais como pássaros e o lobo guará. Útil também na recomposição de mata por ser uma planta primária e servindo de proteção e sombra para plantas secundárias em desenvolvimento. É usada, ainda, como planta medicinal para rematismo e dores nas articulações, além de ser um excelente diurético.

Status ecológico: Sem risco de extinção.

Abraço preservacionista!


Nenhum comentário:

Postar um comentário