expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Translate

terça-feira, 21 de março de 2017

Araticuí

Araticuí

Nome científico: Annona dolabripetala.

Antiga classificação científica: Rollinia longifolia.

Sinônimo popular: Atinha-do-mato.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Ocorrência: Brasil, nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Goiás e Rio de Janeiro.

Características: É uma árvore de até 6 metros de altura, tronco esguio, marrom-acinzentado, pouco esgalhada, folhas alternadas, simples, ovadas, verdes-foscas. Flores esverdeadas, com 3 pétalas coreáceas. Frutos sincárpios (vários frutos reunidos em um só), amarelos quando maduros. Saborosos.

Habitat: Mata atlântica e mata de galeria.

Tipo de solo: Ocorre em solos semi-ácidos, às vezes até pedregosos.



    Foto: Maria do Carmo Silva


Luminosidade: De meia-sombra a sol pleno.

Multiplicação: Por sementes. Semente de difícil germinação. Deve ser colocada de molho por uma semana numa solução de ácido giberélico ou NPK 4-14-8 com água. Leva, em média, 45 dias para germinar.

Usos: Além de ser um ótimo alimento para a fauna selvagem, como pássaros e micos, pode ser consumida in natura por humanos ou em forma de sucos e geleias.

Status ecológico: Sem risco de extinção.

Abraço preservacionista!

Visite também nossos outros blogs:
wwwplantasquecuram.blogspot.com
wwwespeleologiaradical.blogspot.com
wwwpoemasesentimentos.blogspot.com
wwworquideasfloresdivinas.blogspot.com
frutasepomar.blogspot.com
floresplantasejardins.blogspot.com
you tube/ Daniel Carvalho Gonçalves

Nenhum comentário:

Postar um comentário